Atlântida: Teoria Extraterrestre

0
3503
Atlântida de origem Extraterrestre
Atlântida de origem Extraterrestre

Uma das mais polémicas teorias sobre a Atlântida foi proposta recentemente pelo pesquisador Prof. Ezra Floid.

Partindo do desenho de cidade circular descrito por Platão, Floid propõe que a Atlântida se tratava de uma gigantesca nave espacial, um disco-voador movido a hidrogénio (hidromagnetismo), com uma usina central de Hidro-Forças, chamada Templo de Poseidon: um imenso OVNI descrito por muitas culturas como “A Ilha Voadora” (citada em «Viagens de Gulliver»), relacionada com a Jerusalém Celestial descrita na Bíblia, à Purana Hindu que desce do Céu, o Disco Solar dos astecas, Maias, incas e egípcios. Sendo a Atlântida uma missão colonizadora, ela teria estado em muitos pontos da Terra, pois locomovia-se e instalava-se em regiões; este teria sido o motivo pelo qual a sua presença ora era imaginada no Mediterrâneo, ora na Indonésia, ora no Atlântico, nos pólos e nos Andes: Atlântida seria a mesma nave descrita na epopeia dos sumérios. Segundo esta teoria inovadora do professor Ezra Floid, a Atlântida não teria submergido catastroficamente, mas intencionalmente, como parte do projecto colonizador que o seu povo realizava no planeta. Após permanecer algum tempo no fundo do mar como cidade submarina, o disco-voador atlante teria usado também a hidroenergia de emersão para lançar-se directamente no espaço sideral, provocando com a sua massa e o seu arranque uma poderosa e enorme onda circular de tsunami no oceano onde estaria oculta. Os sobreviventes deste tsunami, após a tragédia, teriam julgado que Atlântida se havia afundado. No entanto, os atlantes apenas teriam voltado para seu sistema natal.

Outros autores que defendem esta teoria

Visitantes extraterrestres têm sido sugeridos por alguns dos mais imaginativos e por vezes inescrupulosos autores e os seus editores, como a fonte da avançada civilização do passado, recordada hoje como a Atlântida.

Contudo, o professor Emilio Spedicato poderá ter adicionado alguma respeitabilidade ao conceito quando escreveu [1] que “há indicadores significativos pelas tradições espalhadas pelo globo, de que seres inteligentes de planetas distantes da Terra num raio de algumas centenas de anos luz, têm visitado o nosso planeta e interagido inteligentemente com a nossa biosfera.” Emilio também alegou que por volta de 5500 a.C., alguns desses visitantes aterraram no Vale de Hunza, no Paquistão, onde começaram a desenvolver alguma engenharia genética que levou à criação de Adão e Eva.

Deve ser enfatizado que as informações lançadas por Platão não relatam qualquer tecnologia que fosse além da da Sociedade da Idade do Bronze tardia, sendo que qualquer civilização criada por astronautas extraterrestres deveriam apresentar tecnologias semelhantes ou superiores àquelas que dispomos actualmente. Bill Hanson e Bert Thurlings são alguns dos mais recentes promotores desta ideia de uma origem extraterrestre para a Atlântida.

Torus
Torus

O investigador alemão Dieter Bremer (1952-?) juntou-se a Hanson, alegando [2] que os discos com asas encontrados na arte Suméria representam uma estação espacial, que se despenhou. Bremer também oferece uma defesa vigorosa da Manna Machine [6] de George Sassoon e Rodney Dale e também nos brinda com algumas teorias bizarras acerca de Cristo. Incrivelmente, Bremer foi convidado a apresentar um artigo à Atlantis Conference de 2011, acerca dos círculos concêntricos da capital atlante de Platão.

O falecido Flying Eagle (19202007) e a sua parceira Whispering Wind especificaram o planeta Xylanthia [5], no sistema solar de Sírius, como sendo a casa original de um visitante que se apaixonou por uma terrestre e mais tarde se tornou conhecido como Poseidon.

A série do Canal História, Ancient Aliens (Alienígenas), tem sido bastante criticada no site da Bad Archaeology [3] e também noutros locais. Outubro de 2011 presenciou outra alegação estrondosa. A de que os Maias tiveram contacto com extraterrestres e que estava a ser planeado um documentário com as provas dessa alegação. [4]

NOTAS:

[1] http://www.cartesio-episteme.net/ep8/ep8-spedic.htm#sthash.VPQhC1Tl.dpuf

[2] http://www.atlantisbremer.de/

[3] http://badarchaeology.wordpress.com/2011/09/17/i-remember-why-i%E2%80%99ve-never-wanted-satellite-television/

[4] http://www.thewrap.com/movies/column-post/mayan-filmmakers-heres-proof-aliens-central-america-32168?page=0,0#sthash.VPQhC1Tl.dpuf

[5] http://atlantis-today.com/Great_Atlantis_Flood.htm#sthash.VPQhC1Tl.dpuf

[6] Bremer, «The Manna Machine» (Granada, Londres, 1980)

Fonte: Wikipédia (Pt), Atlântipédia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here