As Linhas de Nazca

0
765
Linhas de Nazca
Linhas de Nazca

As Linhas de Nazca são geoglifos de enormes dimensões localizados no deserto de Nazca, no altiplano do Peru. Supostamente criados pelo povo de Nazca entre os Séculos III A.C. e VIII, estes geoglifos representam centenas de figuras, incluindo imagens estilizadas de animais como macacos, beija-flores ou lagartos, traçados no solo plano do deserto, em linhas que se constituem em extensas esteiras de pedras de dimensões não muito grandes recolhidas nos arredores.

As linhas começaram a ser estudados por Paul Kosok que posteriormente passou as pesquisas à sua amiga Maria Reiche que, então, descobriu novas figuras que eram semelhantes a figuras de vasos e tecidos. Maria também tentou explicar o motivo da criação das figuras não chegando, no entanto, a uma conclusão objectiva.

A explicação da existência dessas linhas varia desde a sua criação por seres extraterrestres, calendários, pura demonstração de arte e sabedoria (de um povo que tinha até complexos sistemas de aquedutos e técnicas agrícolas) ou então um culto aos deuses.

O curioso é que, de tão extensas que são as figuras, elas não são perceptíveis do solo, mas apenas se vistas de um plano aéreo, dando margens a cogitação das razões pelas quais foram feitas e dos efeitos que puderam causar, já que aquela civilização não possuía aviões. Contudo, os índios Nazca poderiam saber produzir balões pois há um vaso, agora no Museu de Lima, com uma gravura de um balão, e em 1975, um grupo da International Explorers Society conseguiu construir o Condor I, baseado no desenho impresso no vaso guardado no museu e usando tecnologias encontradas na época e local da sociedade indígena.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here