O Instituto de Ciências Noéticas

0
113
Instituto de Ciências Noéticas
Instituto de Ciências Noéticas

O Instituto de Ciências Noeticas (IONS) é um instituto americano de pesquisa parapsicológica sem fins lucrativos. Foi co-fundado em 1973 pelo ex-astronauta Edgar Mitchell, o sexto homem a andar na Lua, em conjunto com o investidor Paul N. Temple e outros interessados ​​em fenómenos paranormais supostos, com o objectivo de incentivar e conduzir pesquisas sobre a teoria noética e os potenciais humanos.

O Instituto realiza pesquisas sobre tópicos como remissão espontânea, meditação, consciência , práticas alternativas de cura, cuidados de saúde baseados na consciência, espiritualidade, potencial humano, habilidades psíquicas, psicocinesia e sobrevivência da consciência após morte corporal. O Instituto mantém um banco de dados gratuito, disponível na Internet, com citações de mais de 6500 artigos sobre se os benefícios para a saúde física e mental que podem estar relacionados à meditação e ioga.

Dean Radin
Dean Radin

Com sede fora de Petaluma, Califórnia, o IONS está situado num campus de 81 hectares que inclui escritórios, um laboratório de pesquisa e um centro de retiro. O seu actual diretor é Cassandra Vieten. Dean Radin e Rupert Sheldrake são ouutros dos pesquisadores associados à IONS.

Pesquisa que o Instituto realiza

Os projetos patrocinados pelo Instituto incluem uma bibliografia sobre os efeitos físicos e psicológicos da meditação e da ioga e uma bibliografia sobre remissão espontânea. O Instituto também tem realizado um número de estudos parapiscologia em percepção extra-sensorial, lúcidez, telequinesia e pressentimentos.

De acordo com o The Roanoke Times, o Instituto é “dedicado a explorar os fenómenos psíquicos e o papel da consciência no cosmos”.

The Roanoke Times
The Roanoke Times

O Roanoke Times também observou que as afirmações do co-fundador Mitchell “muitas vezes foram criticadas por cépticos”, afirmando que “a sua pesquisa investiga territórios que são considerados com cepticismo em alguns círculos”,

O doutor Mitchell respondeu:

“É isso que é divertido. Estamos a quebrar barreiras e a encontrar coisas. É disso que trata a ciência: novas descobertas. Não há nada que tenhamos feito ou demonstrado que não tenha boa ciência por trás disso. Os cépticos que se danem”.

O que é a ciência noética:

A maneira como nos entendemos e ao nosso mundo estão sempre a evoluir. Do instinto à intuição, ao intelecto, parte do ser humano está a utilizar várias formas de obter e utilizar informações. As ciências noéticas é uma das muitas estruturas que podemos utilizar para nos envolver com a nossa realidade diária.

O doutor Mitchell na qualidade de cientista e visionário viu a necessidade de conciliar a sua formação como engenheiro e astrofísico com a sabedoria de todos os tempos para transcender as limitações do que ele via como uma visão de mundo materialista desactualizada. Uma nova estrutura seria necessária: uma que pudesse ajudar a explicar o inexplicável e desencadear a transformação. Ele chamou essa estrutura de ciências noéticas.

Edgar Mitchell
Edgar Mitchell

Uma ponte entre ciência e espiritualidade

Durante milênios, a ciência governou a exploração e descoberta dos nossos mundos internos e pessoais, bem como do mundo fora de nós mesmos. Só nos últimos cem anos, as poderosas ferramentas da ciência conduziram a avanços, incluindo a duplicação de nossa expectativa de vida, melhorando drasticamente a nossa qualidade de vida e gerando uma era tecnológica para além dos nossos sonhos.

Mesmo com esses avanços, a ciência ainda não revelou tudo sobre como a realidade funciona e a promessa da humanidade, para nós mesmos, para cada um e para o planeta, não foi totalmente realizada.

Enquanto a ciência observa e experiencia no nosso mundo amplamente físico, as práticas de sabedoria espiritual, por outro lado, permitem-nos explorar, descrever e expressar alguns dos mistérios mais profundos do ser humano.

Como podemos superar os nossos instintos básicos. Práticas para fazer amor e princípios orientadores centrais da compaixão nas nossas vidas.

Essas duas formas, de obter conhecimento através da exploração científica e de obter conhecimento profundo através da experiência directa, geralmente permaneceram separadas. Algumas pessoas valorizam a ciência. Outros valorizam a espiritualidade e a experiência direta. A IONS valoriza ambos.

Fonte: noetic.org

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here