TECNOLOGIA SUPRIMIDA: Fusão a Quente

0
2152
Visão interna do reactor Tokamak, que está sendo testado para gerar energia por meio de fusão nuclear
Visão interna do reactor Tokamak, que está sendo testado para gerar energia por meio de fusão nuclear

A fusão a frio não é a única Tecnologia que foi enterrada por cientistas de “cabeça-quente”. Quando dois físicos, que trabalhavam no Projecto Tokamak de Fusão a Quente, no Los Alamos Laboratory, se depararam com um método mais barato de criar energia através da colisão dos átomos, foram alegadamente forçados a repudiar as suas próprias descobertas, ou ser demitidos. O laboratório temia perder a torrente de fundos governamentais para o Tokamak. Em retaliação, os investigadores criaram a Focus Fusion Society, que arrecadou dinheiro privado para financiar as suas investigações, fora da alçada governamental.

Focus Fusion é uma abordagem alternativa para chegar ao domínio da tecnologia da fusão nuclear para fins pacíficos de geração de electricidade. Tem vindo a ser desenvolvida por alguns cientistas como o americano Eric Lerner e o chileno Leopoldo Soto.

A abordagem Focus Fusion pretende usar um dispositivo chamado Dense Plasma Focus (algo como foco de plasma denso), que já é utilizado há quase 40 anos em diferentes tipos de pesquisas, para atingir a fusão de um átomo de boro (isótopo 11) com um ião positivo de hidrogénio (na prática, um simples protão sem electrão). O “combustível” dessa reacção (apelidada de p¹¹B) seria um gás de baixa pressão de hidrogénio e boro.

Fusão a Quente
Fusão a Quente

Para que essa fusão de hidrogénio e boro aconteça, é necessário atingir temperaturas altíssimas, da ordem de 1 bilião de graus. Temperaturas como essa já chegaram a ser atingidas com a utilização do Dense Plasma Focus (DPF), numa experiência na Texas A&M University, no ano de 2001.

No dia 3 de Outubro de 2007, Eric Lerner participou como convidado do Google Tech Talks, onde apresentou com detalhes a abordagem Focus Fusion.

Actualmente, a empresa norte-americana Lawrenceville Plasma Physics (LPP) tem vindo a realizar uma série experiências com financiamento privado nos seus laboratórios no estado de New Jersey, utilizando um DPF fabricado sob encomenda, baptizado como Focus-Fusion-1. As experiências têm o objectivo de tentar provar a possibilidade de se atingir a fusão nuclear controlada com ganho líquido de energia.

Site da Focus Fusion Society: http://focusfusion.org/

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here