Nova Ordem Mundial: Nova Era

2
2113
Era de Aquário
Era de Aquário

A ocultista neo-teosófica britânica Alice Bailey, uma dos fundadores do movimento chamado Nova Era, profetizou em 1940 a eventual vitória dos Aliados na Segunda Guerra Mundial sobre as potências do Eixo (algo que viria a ocorrer em 1945) e o estabelecimento pelos Aliados de uma Nova Ordem Mundial política e religiosa. Bailey vislumbrou um governo mundial federal como sendo o culminar da «The Open Conspiracy» de H. G. Wells, mas argumentou tratar-se de uma  conspiração sinarquista, por ter sido guiada pelos Mestres da Sabedoria Antiga, com a intenção de preparar a humanidade para a segunda mística vinda de Cristo, e do advento da Era de Aquário. De acordo com Bailey, um grupo de mestres ascensos chamado Grande Fraternidade Branca, trabalha sobre os “planos internos” para supervisionar a transição para a Nova Ordem Mundial, mas, por agora, os membros desta hierarquia espiritual são conhecidos apenas por alguns “cientistas” do oculto, com quem eles se comunicam telepaticamente. Não obstante, à medida que for aumentando uma maior necessidade do seu envolvimento pessoal no plano, haverá uma “Exteriorização da Hierarquia“, e todos terão conhecimento da sua presença na Terra.

Alguns escritos de Bailey, juntamente com o livro da escritora norte-americana Marilyn Ferguson da década de 1980The Aquarian Conspiracy“, contribuíram para os teóricos da conspiração de direita cristã verem o movimento da Nova Era como uma “falsa religião”, que substituirá o cristianismo numa Nova Ordem Mundial. Os céticos argumentam que o termo “Movimento da Nova Era” trata-se um equívoco, geralmente utilizado por teóricos da conspiração como uma rubrica pega-tudo para qualquer novo movimento religioso que não seja fundamentalista cristão. Pelas suas luzes, tudo o que não é cristão é, por definição ativamente e intencionalmente anti-cristão.

Paradoxalmente, desde a primeira década dos anos 2000 a teoria da conspiração da Nova Ordem Mundial, tem vindo a ser cada vez mais adotada e propagandeada pelos ocultistas da Nova Era, que são pessoas que se sentem entediadas pelo racionalismo e como tal, estão desenhadas para o conhecimento estigmatizado – como as medicinas alternativas, astrologia, misticismo quântico, o Espiritismo e a Teosofia. Assim, a alegação dos teóricos da conspiração da Nova Era, tais como os fabricantes de filmes e documentários como o Agenda Esotérica, vão no sentido de que os globalistas que maquinam em nome da Nova Ordem Mundial fazem mau uso do ocultismo para fins maquiavélicos, tais como a adopção do dia 21 de Dezembro de 2012 como sendo a data exata para o estabelecimento da Nova Ordem Mundial a fim de aproveitar o crescente fenómeno de 2012, que tem as suas origens nas teorias Maias de escritores da Nova Era, como José Argüelles, Terence McKenna e Daniel Pinchbeck.

Os céticos argumentam que a conexão entre teóricos da conspiração e ocultistas segue as suas premissas comuns falaciosas. Primeiro, qualquer crença amplamente aceite deve ser necessariamente falsa. Segundo, o conhecimento estigmatizado – que o poder estabelecido rejeita – deve ser verdade. O resultado é uma grande rede auto-referencial na qual, por exemplo, alguns religiosos de ovniologia promovem fobias anti-judaicas, enquanto que alguns anti-semitas praticam xamanismo peruano.

2 COMENTÁRIOS

  1. engraçado vocês falarem da nova era, nova ordem mundial, e dizer que o cristianismo e uma farsa. alguns textos são coerentes mas outros soam ofensivos para um cristão .vocês já leram a bíblia?ha textos contraditórios nos seus excelentes artigos mas afirmar que o cristianismo e uma farsa e aceitar a existência de uma matrix me soa um paradoxo.reflitam bastante antes de detonar a religião dos outros certo?:0.

  2. Amiga Alessandrabooks,

    De facto, já lemos a Bíblia de par a par. E muitos dos textos que publicamos são baseados na própria Bíblia.

    Seja como for, no Paradigma da Matrix, não afirmamos nada de forma peremptória. O objectivo do site, conforme explicitado no seu código de conduta é expor informações que não são muito veiculadas pelos meios de comunicação padrão. Mas somos ou tentamos ser imparciais, no que diz respeito à interpretação dessas informações.

    Deixamos isso ao critério do leitor.

    Obrigado pela participação. 🙂

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here