Nova Ordem Mundial: Quarto Reich

0
2218
Quarto Reich
Quarto Reich

Os teóricos da conspiração usam muitas vezes o termo “Quarto Reich” simplesmente como sinónimo pejorativo para a “Nova Ordem Mundial” dando a entender que a sua ideologia de Estado e de governo será semelhante ao Terceiro Reich da Alemanha. No entanto, alguns teóricos da conspiração usaram os resultados da investigação do jornalista americano Edwin Black, autor do livro de 2009Nazi Nexus“, para alegar que algumas empresas americanas e fundações filantrópicas – cuja cumplicidade foi fundamental para o esforço de guerra do Terceiro Reich, da eugenia nazi e do Holocausto – estarão actualmente a conspirar para construir um Quarto Reich.

Os teóricos da conspiração, tal como o escritor americano Jim Marrs, alegam que alguns ex-nazis, que sobreviveram à queda do Grande Reich alemão, juntamente com simpatizantes nos Estados Unidos e noutros lugares, recebendo refúgio seguro por organizações como a ODESSA e Spinne Die, foram trabalhando nos bastidores desde o fim da Segunda Guerra Mundial, no sentido de aprovar pelo menos alguns dos princípios nazis (por exemplo, o imperialismo militarista – difundido espionagem sobre os cidadãos -, o corporativismo e o uso de propaganda para o fabrico de um consenso nacional) cultural e governamental, e em todo o mundo dos negócios, mas principalmente nos EUA. Eles citam a influência de cientistas ex-nazis usados na Operação Paperclip, que ajudaram na produção aeroespacial dos EUA com princípios tecnológicos de OVNIs nazis, e a aquisição e criação de conglomerados por ex-nazis e os seus simpatizantes após a guerra, tanto na Europa como nos EUA.

Essa conspiração neo-nazi é tida como sendo animada por um “Sonho de Ferro“, em que o império americano, depois de ter frustrado uma conspiração judaico-maçónica e derrubado o governo de ocupação sionista, gradualmente estabelece um Quarto Reich formalmente conhecido como o “Império Ocidental” – um império mundial pan-ariano, modelado após a Nova Ordem de Adolf Hitler -. que inverte o “declínio do Ocidente” e inaugura uma era de ouro da supremacia branca.

Os céticos argumentam que os teóricos da conspiração sobrestimaram grosseiramente a influência de ex-nazis e neonazis na sociedade americana, e apontam que a repressão política no país e o imperialismo no exterior têm uma longa história nos Estados Unidos, que antecede o Século 20. Alguns cientistas políticos, como Sheldon Wolin, manifestaram a sua preocupação de que as forças gémeas do défice democrático e status de super-potência possam ter pavimentado o caminho dos EUA para o surgimento de um totalitarismo invertido que contradiz muitos princípios do nazismo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here