Teorias da Conspiração entre a Franco-Maçonaria e a Política

0
1492
Maçons e a Política
Maçons e a Política

Illuminati e Nova Ordem Mundial

Segundo algumas teorias, a Franco-Maçonaria sobrepõe-se ou é controlada pelos Illuminati, especialmente nos graus mais elevados, controlando secretamente muitos aspectos importantes da Sociedade e do governo, estando a trabalhar para estabelecer a Nova Ordem Mundial. [1] [2] [3] [4] [5] Algumas teorias da conspiração que envolvem os maçons e os Illuminati também incluem os cavaleiros templários e os judeus como parte do suposto plano de controlo universal da Sociedade. Este tipo de teoria da conspiração foi descrita logo em 1792 por vários autores, principalmente Augustin Barruel e John Robison como tendo início na França e na Escócia.

Ideais de Liberdade, Igualdade e Fraternidade

Segundo muitos, os maçons têm conspirado secretamente para criar uma Sociedade baseada nos ideais revolucionários de liberdade, igualdade e fraternidade, separação da Igreja e do Estado e (na Alemanha Nazi) de uma parcela judaica para a tolerância religiosa. [6]

Franco-Maçonaria sionista

Também é dito por muitos que a Maçonaria é uma frente judaica para a dominação mundial, ou que, pelo menos, é controlada pelos judeus com este objectivo. Um exemplo disso seria o famoso (e amplamente considerado fraudulento) «Os Protocolos dos Sábios de Sião». Hitler proibiu a Maçonaria particularmente por este motivo. [7] O movimento islâmico palestino Hamas afirma que a Maçonaria é uma “Sociedade Secreta” fundada por parte de uma parcela sionista para controlar o mundo. [8]

Bohemian Grove

É realçado por alguns a ligação entre a Maçonaria e os Bohemian Grove. Afirma-se que os maçons realizam reuniões com políticos e empresários influentes no Bohemian Grove e que a estátua de uma coruja (supostamente um símbolo maçónico) é adorada nessas reuniões. [9]

Serviços Secretos

Afirma-se também que a Maçonaria persegue comunistas e seria o principal braço de investigação e execução dos serviços secretos dos Estados Unidos e Inglaterra.

Brasil

Na Ditadura Militar, no Brasil, os seus membros teriam se infiltrado em organizações na luta armada e revelado a identidade de vários lideres opositores aos militares. A morte de Carlos Lacerda estaria directamente ligada à investigação de espiões maçónicos. Há quem diga que estão infiltrados nos grandes partidos de esquerda do Brasil e do mundo e conhecem os seus planos de revolução passiva (ver Antonio Gramsci) em detalhes.

NOTAS:

[1] «The Road to Heart Mountain? Rumors, FEMA and the Future»
[2] «United States Presidents and The Illuminati / Masonic Power Structure»
[3] «United States Presidents and The Illuminati / Masonic Power Structure Pt.4»
[4] Berlet, Chip; Matthew Nemiroff Lyons. «Right-wing Populism in America: Too Close for ComfortGuilford Press, 2000. p. 258. ISBN 1572305622.
[5] Pugh, Joye Jeffries. «Eden: The Knowledge of Good and Evil 666». Tate Publishing, 2006. p. 244. ISBN 1598862537.
[6] Hitler, Adolf. «Mein Kampf» («A minha Luta»): Volume 1Uma Conta. Capítulo XI: Povo e Raça.
[7] Hitler, Adolf. «Mein Kampf» («A minha Luta»): Volume 2 – O Movimento Nacional-Socialista. Capítulo XIII: Política de aliança da Alemanha após a Guerra.
[8] «The Covenant of the Islamic Resistance Movement (HAMAS)-Palestine», artigos 17, 22 e 28 (18 de Agosto de 1988).
[9] «Bohemian Grove Exposed!»

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here