Skull & Bones, segundo Jan Van Helsig

0
801
Skull & Bones
Skull & Bones

Uma velha tradição pede que se represente sobre os túmulos dos franco-maçons com grau de mestre, um crânio e ossos dispostos em forma de cruz. Isso remonta também a um rito dos templários em 1227 d.C. O nome da ordem vem provavelmente de uma dessas tradições.

Yale é a única universidade com Sociedades Secretas onde são admitidos somente os seniores, quer dizer, os amigos. As duas outras Sociedades Secretas são os Scroll & Key (Rolo e Chave) e Wolf’s Head (Cabeça de Lobo).

Os candidatos são exclusivamente brancos, homens, protestantes e são originários, habitualmente de famílias muito ricas. Frequentemente, os seus pais já eram membros da mesma ordem. Durante o último ano de estudo, são denominados cavaleiros e mais tarde eles tornam-se patriarcas vitalícios.

Os patriarcas encontram-se para as reuniões no Deer Island Club em Nova Iorque. Esse clube deve sua existência desde 1907 ao patriarca Georges Douglas. O Deer Island Club assim como o Russel Trust são administrados e dirigidos somente pelos patriarcas.

É espantoso verificar que os membros mais eminentes da Eastern Liberal Establishment (o Establishment da costa leste) foram sempre membros de uma dessas sociedades. Segundo Gary Allen, o Establishment da costa leste é a perífrase da máfia Financeira, Política, Académica e da Imprensa controlada pelos Rockefeller.

A propósito, um banco digno de ser mencionado é o “W. A. Harriman Co.” O seu fundador, William Averall Harriman, foi iniciado na ordem Skull & Bones em 1913. Nos anos 20, W. A. Harriman foi aquele que mais sustentou os russos com dinheiro e auxílios diplomáticos. O seu sustento financeiro vinha do “Ruskombank” o primeiro banco comercial soviético. Max May, vice-presidente do Guaranty Trust e membro da Skull & Bones tornou-se o primeiro vice-presidente do “Ruskombank”.

A Guaranty Trust estava sob o controlo do banco “J. P. Morgan & Co.” (associado ao banco N. M. Rothschild), e alguns dos associados de “J. P. Morgan” eram membros da Skull & Bones. Aí foram iniciados: Harold Stanley em 1908 e Thomas Cochran em 1904. O capital inicial para o Guaranty Trust vinha de Whitney, Rockefeller, Vanderbilt e Harriman; todas essas famílias tinham membros na ordem Skull & Bones.

Percy Rockefeller foi o único da sua família a ser aí admitido. Ele representava os investimentos Rockefeller na “Guaranty Trust” e foi o seu director de 1915 a 1930.

Resumo dos bancos acima citados:

O N. M. Rothschild & Sons Bank tinha as suas sucursais em Londres, Paris, Viena e Berlim.

Os Rothschild controlavam durante esse período da história, a City em Londres e por isso, também as colónias da coroa britânica e o governo inglês, assim como, o governo francês, o “Comité dos 300”, os Illuminati da Baviera e, como consequência, todas as lojas secretas da Europa e dos Estados Unidos infiltradas pelos Illuminati.

Com o auxílio dos seus representantes o Khun Loeb Bank cujo director era Jacob Schiff, o August Belmont & Co. Bank e o J. P. Morgan & Co. Bank nos Estados Unidos, assim como, o M. M. Warburg Gesellschaft em Hamburgo e Amsterdão, os Rothschild tinham erigido entre outros, o Standard Oil-Imperium dos Rockefeller, as estradas de ferro Harriman e as usinas siderúrgicas Carnegie, e controlavam, dessa forma, a maior parte da economia americana.

Os bancos citados acima contavam entre os mais poderosos do mundo e estavam todos sob o controle dos Rothschild. Assim como iremos verificar noutras publicações, estamos apenas a relatar os modestos inícios do império Rothschild.

Fonte: Livro «As Sociedades Secretas e o seu Poder no Século XX» de Jan Van Helsig

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here