Uma bala lenta e certeira

0
857
A bala destinada a matar
A bala destinada a matar

Henry Ziegland, de Honey Grove, Texas, abusou sexualmente da sua namorada num dia de 1893. O irmão da rapariga cumpriu seu dever “de honra” e desferiu-lhe um tiro. No entanto, Ziegland foi apenas levemente ferido pela bala, que lhe deixou uma pequena cicatriz no rosto, antes de se alojar no tronco da árvore diante da qual ele estava. O irmão da rapariga, dando-se por vingado, deu fim à própria vida com a mesma arma.

Vinte anos depois, em 1913, Ziegland decidiu remover tal árvore. Incapaz de fazê-lo manualmente, resolveu usar dinamite. Na explosão, a bala disparada contra Ziegland desprendeu-se com tanta força da árvore que o atingiu violentamente na cabeça, matando-o finalmente.

Fonte: Livro «O Livro dos Fenómenos Estranhos» de Charles Berlitz

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here