O contacto extraterrestre de Kelly-Hopkinsville

0
1538
Aparições de extraterrestres em Kelly-Hopkinsville
Aparições de extraterrestres em Kelly-Hopkinsville

Os ocupantes dos OVNIs podem normalmente ser classificados em duas amplas e distintas categorias – seres extraterrestres virtualmente indistinguíveis dos humanos em aparência e tamanho, e entidades “humanóides” que têm a pele verde, são homenzinhos de pernas curtas e finas, com grandes cabeças fetais e grandes olhos negros. Mas pode também haver uma terceira categoria, sobre a qual vamos falar.

Os seres bizarros foram vistos perto de uma fazenda em Kelly, Kentucky, na noite de 21 de Agosto de 1955, por oito adultos e três crianças. Esse episódio assustador começou quando o dono da casa, Billy Ray Taylor, entrou a correr afirmando ter visto um disco voador a deitar fumo com as cores do arco-íris e a pousar numa fossa ali nas proximidades, com 12 metros de profundidade. Os outros ao início riram, mas logo de seguida o cão começou a latir.

Taylor e Lucky Sutton foram até à porta dos fundos, de onde puderam observar, assustados, uma estranha e hedionda figura brilhante, vinda dos campos, a aproximar-se. Aquela entidade prateada, de pouco mais de 1 metro de altura, tinha uma cabeça bulbiforme com orelhas enormes, pontiagudas, e braços compridos terminados em garras aguçadas que quase chegavam ao chão. Sutton e Taylor sacaram as armas e dispararam contra a criatura. Só que em vez de cair no chão, ela afastou-se dali.

De volta à sala de estar alguns minutos mais tarde, os homens disseram ter visto uma criatura similar e dispararam novamente. Tudo indicava que estariam agora cercados, pois, quando Taylor saiu de casa e foi até à varanda da frente para verificar os danos, outra entidade pulou sobre ele vinda do tecto.

Pouco antes de meia-noite, as duas famílias entraram nos seus carros e dirigiram-se apressadamente para Hopkinsville, pequena cidade próxima. A polícia voltou à fazenda, porém não encontrou indícios que confirmassem a história. No entanto, um dos policias pisou no rabo de um gato no escuro e quase desencadeou um pânico fatal. Finalmente, por volta das duas da madrugada, a polícia foi embora.

As criaturas voltaram mais uma vez, segundo declarações do grupo. Mas, quando o Sol finalmente nasceu, elas desapareceram para sempre.

Fonte: Livro «O Livro dos Fenómenos Estranhos» de Charles Berlitz

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here