Majestic-12, Aviary e Aquarium

2
2083
Majestic-12
Majestic-12

Em 1987 foram publicados diversos memorandos de informação ultra-secreta, que ainda hoje causam controvérsia na comunidade ovniológica. Alguns acreditam que são uma fraude; outros que são uma prova de que o exército americano recuperou corpos e uma nave espacial perto de Roswell, Novo México, em Julho de 1947, e que um grupo secreto, a Majestic-12, foi criado para esconder o facto do nosso planeta não ser o único com vida inteligente.

Estes documentos, da Majestic-12, vieram a público através do ovniólogo William L. Moore. O primeiro é um memorando datado de 24 de Setembro de 1947, do Presidente Truman para o Secretário da Defesa James Forrestal, autorizando a criação do grupo; o segundo, datado de 18 de Novembro de 1952, é um comunicado preliminar para o Presidente Eisenhower do Contra-Almirante R.H. Hillenkoetter, que tinha sido director da CIA, com uma lista dos membros da Majestic-12; o terceiro, de 13 de Julho de 1953, era do Assistente Especial do Presidente Robert Cutler para o Chefe do Estado-Maior da Força Aérea Americana, o General Nathan Twining.

A comunidade ovniológica está dividida quanto à autenticidade destes documentos, mas existem três possibilidades:

• os memorandos e a MJ-12 foram inventados por Moore

• a MJ-12 existe, mas os documentos foram forjados com a intenção de encobrir os verdadeiros membros da MJ-12

• ambos, a Mj-12 e os documentos, são verdadeiros

No início dos anos 70, um grupo de aproximadamente doze indivíduos, com certificados de alta segurança, reuniram-se confidencialmente para trocar as suas descobertas sobre a presença de Extraterrestres e OVNIs. De acordo com o investigador Richard J. Boylan, licenciado em Filosofia, “Os seus objectivos eram coordenar dados, montar o puzzle, analisar o significado da presença de OVNIs e do contacto extraterrestre com a Terra, usar este conhecimento para ter acesso a informação confidencial da Majestic-12 … E obter uma influência especial através do seu poder colectivo.”

Todos eles eram figuras de alta patente da Inteligência e/ou do Exército Americano, envolvidos na pesquisa e elaboração da Política sobre os OVNIs. Escolheram nomes de código, usando nomes de pássaros, e assim o grupo ficou conhecido como Aviary. Começou, então, a fornecer informação confidencial para o público, para este se habituar à ideia de que os Extraterrestres eram reais.

Parece ter havido uma pequena rivalidade entre o Aviary e a Majestic-12, mas não há certeza de que este último se tenha infiltrado no primeiro para o controlar, passar informações incorrectas e acabar com a sua actividade. Julga-se que a ruptura se deu dentro do grupo, com alguns membros a procurarem maior exposição e honestidade e a outra facção a querer mais cautela com o tipo de revelações chocantes passadas para o público.

Outra fuga de informação, que se acredita estar relacionada com o Aviary, é um conjunto de fotografias de páginas de um manual governamental secreto, sobre os procedimentos a seguir no caso de recuperação de OVNIs. Este manual, datado de Abril de 1954 e intitulado «Extraterrestrial Entities and Technology Recovery and Disposal» foi recebido em filme de 35mm pelo investigador/ovniólogo Don Berliner.

Todos estes documentos foram cuidadosamente examinados e tema de debate de ovniólogos durante décadas, mas muitos dos que acreditam que são uma fraude, ainda acreditam na existência da Majestic-12 e que estes fazem parte de uma elaborada campanha para passar informações erradas.

Dr. Steven GreerDirector do CSETI (Centro de Procura de Inteligência Extraterrestre) afirmou que a MJ-12 foi renomeada como PI-40 e é agora tão secreta que o Presidente e o Congresso têm pouco conhecimento e nenhum controlo sobre as suas actividades, apesar da possibilidade de estarem a desaparecer ilegalmente milhões de dólares do orçamento governamental para este “sector obscuro” do Exército americano.

Aquarium
Aquarium

Contudo, acredita-se que o Aviary criou um grupo ainda mais obscuro que o próprio Aviary e a MJ-12, chamado Aquarium, “para preparar a consciência humana para o ‘Eschaton’ ou emergência espiritual, que precede o fim do mundo. Julga-se que o Aquarium está a trabalhar na mudança da consciência humana, no que diz respeito à Inteligência Não-Humana”. Em “The Aquarium Conspiracy”, um memorando espalhado no sistema electrónico de computadores na Primavera de 1993Dan Smith e Rosemary Ellen Guiley, directores do Centro norte-americano de Estudo dos Crop Circles (marcas deixadas nas plantações) alertavam para uma “emergência escatológica” e afirmaram que “o Aviary funciona melhor explorando os conceitos errados das pessoas… Ajudando a distorcer as peças do puzzle, para que os investigadores cheguem a becos sem saída… Esta cacofonia de pessoas que procuram a verdade nos sítios mais estranhos, dá uma excelente cobertura à preparação do evento ‘Eschaton’”.

Pode ser impossível deslindar a verdade por detrás dos documentos da MJ-12, mas muitos ovniólogos, de ambos os lados do debate sobre a sua autenticidade, acreditam que a MJ-12, o Aviary e o Aquarium existiram e existem, apesar de assumir formas diferentes e mais secretas do que se pensa.

Se a verdade anda por aí, é possível que esteja escondida por trás de mentiras e informações incorrectas, que continuam a ser fornecidas por estes grupos ultra-secretos. Se os documentos da MJ-12 parecem ser bons demais para ser verdade, talvez a verdade seja demasiado chocante para ser revelada.

Fonte: Livro: «O Manual das Sociedades Secretas» de Michael Bradley

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here