O OVNI de Trans en Provence, no Jardim de Nicolai

0
1812
OVNI de Trans-En-Provence
OVNI de Trans-En-Provence

A França é o único país do mundo que mantém uma agência para o estudo de OVNIs patrocinada pelo governo. O GEPAN (grupo de pesquisa de fenómenos aéreos não identificados) é um departamento separado dentro da agência espacial francesa. Todos os relatórios sobre OVNIs originados em território francês vão directamente para o GEPAN, que então determina os méritos do caso.

Devido à natureza transitória do fenómeno dos OVNIs, o GEPAN chegou a poucos resultados extraordinários ou mesmo conclusivos. Mas um caso francês merece referência especial. No dia 8 de Janeiro de 1981, por volta das 17 horas, um certo Sr. Renato Nicolai, 55 anos de idade, trabalhava no seu jardim em Trans en Provence, quando ouviu um ruído sibilante.

“Virei-me e vi uma nave espacial a descer em direção ao solo. A nave tinha a forma de dois pires de cabeça para baixo, um contra o outro, estava a apenas 1,5 metros de altura e tinha uma cor acinzentada”, disse ele.

De acordo com Nicolai, a nave espacial permaneceu no solo cerca de um minuto.

“Então, ela decolou rapidamente na direcção da floresta, o que equivale a dizer que rumou para nordeste”, prosseguiu.

Investigadores do GEPAN recolheram amostras do solo e de plantas do local da aterragem, no dia seguinte e realizaram a mesma operação três dias mais tarde. A agência também recolheu amostras 39 dias após o incidente e uma vez mais, dois anos depois.

De acordo com o GEPAN, foram encontrados traços físicos de uma aterragem. O solo, segundo a agência, apresentava pequenas quantidades de fosfato e zinco e parecia ter sido aquecido a uma temperatura entre trezentos e seiscentos graus centígrados. Mas talvez a descoberta mais importante tenha sido um decréscimo subsequente de 30 a 50 por cento na quantidade de clorofila e pigmentos carotenóides produzidos pelas plantas nas proximidades do ponto onde a nave aterrou.

Além disso, o GEPAN declarou:

“Houve uma significativa correlação entre os distúrbios observados e a distância desde o centro do fenómeno”.

O trauma, segundo o GEPAN, poderia ter sido induzido por um campo eletromagnético.

Embora hesitante em concluir que uma nave espacial Extraterrestre tenha realmente aterrado no jardim de Nicolai, o cientista francês Alain Esterle, ex-chefe do GEPAN, afirmou:

“Pela primeira vez, encontramos uma combinação de fatores que sugerem que alguma coisa, similar ao que testemunhas oculares já descreveram, realmente ocorreu”.

Marcas no solo deixadas pelo OVNI de Trans en Provence
Marcas no solo deixadas pelo OVNI de Trans en Provence

Fonte: Livro «O Livro dos Fenómenos Estranhos» de Charles Berlitz

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here