Investigação de Osis e Haraldsson aponta no sentido da existência da vida depois da morte

0
830
Dr. Erlendur Haraldsson
Dr. Erlendur Haraldsson

Muitos de nós já ouvimos falar de experiências de pessoas às portas da morte que, depois de terem sido consideradas clinicamente mortas, afirmam que deixaram o corpo e foram até ao “céu”. No entanto, mais raramente comentados são os casos de visões no leito de morte em que os pacientes vêem figuras simpáticas, normalmente amigos e parentes, que se aproximam para recebe-los e ajudá-los a morrer.

Recentemente, algumas investigações importantes sugerem que tais experiências não podem ser explicadas como meras alucinações.

Dr. Karlis Osis
Dr. Karlis Osis

Já há alguns anos, o Dr. Karlis Osis, ex-director de investigação da Sociedade Americana de Pesquisas Psíquicas, tem vindo a realizar estudos com o auxílio de computadores, analisando centenas de casos de visões no leito de morte, deduzidos nos Estados Unidos da América. Através da verificação dos registos médicos referentes a cada paciente, o Dr. Osis pôde determinar que as experiências não foram provocadas por efeitos tóxicos de doenças ou de medicações.

Ao trabalhar com o Dr. Erlendur Haraldsson, psicólogo da universidade de Reykjavik, na Islândia, o Dr. Osis viajou pela Índia para realizar um estudo idêntico e para certificar-se se essas curiosas visões também ocorriam ali. Na verdade, os investigadores queriam determinar se as visões dos hindus apresentavam padrões culturais diferentes, sinal óbvio de que elas seriam de natureza psicológica e não reais.

O que descobriram eles? Conforme Osis e Haraldsson, pacientes terminais na Índia descrevem a mesma gama de experiências relatadas por doentes moribundos no Ocidente. Embora as reações psicológicas às experiências possam diferir entre o Oriente e o Ocidente, o teor é o mesmo. Essas descobertas levaram Osis e Haraldsson a concluir que as visões no leito de morte realmente representam uma “vista de olhos”  no que acontece após a morte.

Fonte: Livro «O Livro dos Fenómenos Estranhos» de Charles Berlitz

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here