O Pesadelo Duplo de Steven Linscott

0
707
Steven Linscott
Steven Linscott

Assim como o jovem George Washington, Steven Linscott, estudioso da bíblia de 26 anos originário de Illinois, sentiu-se compelido a difundir a verdade, mas Linscott acabou na prisão por causa disso.

Os eventos que culminaram com a prisão começaram no dia 4 de Outubro de 1980, quando a policia de Oak Park andava à procura de pistas para solucionar o caso de Karen Ann Phillips. A enfermeira de 24 anos fora assassinada na manhã anterior e a polícia estava a visitar a “Good Neighbor Mission” (casa missionária para ex-presos), na esperança de obter algumas informações importantes. Foi ali que os polícias conheceram Linscott.

Steven Linscott, estudante altamente respeitado de uma faculdade local, também trabalhava na casa missionária. Quando os policias lhe disseram ao que vinham, ele começou a pensar num seu pesadelo recente, em que via uma jovem loira a ser espancada até a morte. Após muita hesitação, Steven finalmente acabou por contar todo o sonho aos policias.

“De repente, fiquei intrigado com a possibilidade do meu sonho ser uma experiência sobrenatural. No mínimo, ir à polícia pareceu-me mais interessante do que memorizar dois versículos da bíblia”, narrou ele, posteriormente..

O sonho de Linscott certamente aguçou a curiosidade dos investigadores Robert Scianna e Robert Grego, que interrogaram o informador minuciosamente. Linscott, ao que tudo indicava, sabia tanta coisa sobre o caso que acabou por ser detido como suspeito. Foi preso e acusado de assassinato em Novembro.

Não obstante a acusação basear-se em provas circunstanciais, os jurados julgaram-no culpado, a despeito do facto de não ter nenhum motivo e de as impressões digitais encontradas no local do crime não serem as dele. Linscott ficou abalado com o veredicto.

“Toda a gente confia no sistema. Todos acreditam no processo de investigações. Ninguém percebe que tudo não passa de um pau-de-sebo, onde, a partir do momento em que começamos a escorregar, não há como interromper a queda”, explicou ele, mais tarde.

Linscott cumpriu três anos de uma pena de quarenta anos, antes de ser libertado pelo tribunal supremo de Illinois. O supremo tribunal do estado restabeleceu a pena posteriormente, porém o estudante da bíblia passou depois para liberdade condicional.

Fonte: Livro «O Livro dos Fenómenos Estranhos» de Charles Berlitz

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here