Ravi Shankar: assassinado e reencarnado

0
1869
Dr. Ian Stevenson
Dr. Ian Stevenson

O Dr. Ian Stevenson é o investigador mais notável a nível mundial acerca do tema da reencarnação. É um especialista que sai ao encalço de casos de crianças que parecem lembrar-se de vidas passadas. Particularmente surpreendentes são os casos em que a criança nasce com marcas de nascença aparentemente herdadas da sua existência anterior. Um dos seus casos mais dramáticos é o de Ravi Shankar, que nasceu na cidade de Kanauj, Estado de Uttar Pradesh, Índia, em 1951.

Desde a sua infância, Ravi afirmava que, na verdade, era filho de um homem chamado Jageshwar, um barbeiro que morava num distrito nas redondezas. Ele afirmava ter sido assassinado. O seu pai da vida actual não acreditava numa só palavra do que dizia, e começou a espancá-lo numa tentativa de pará-lo de dizer asneiras. Os castigos corporais de pouco adiantavam para reprimir as lembranças de Ravi, e ele ficou ainda mais obcecado com as revivificações da sua vida passada à medida que ia ficando mais velho. Chegou mesmo a desenvolver a estranha ilusão de que os seus assassinos da vida anterior ainda estavam a querer apanhá-lo. Embora toda a história fosse fantástica, Ravi nascera com uma bizarra marca. Era uma cicatriz de 5 centímetros de comprimento sob o queixo, que lembrava um tipo de ferimento feito por uma faca.

As lembranças e a ideia fixa de Ravi finalmente foram associadas a um assassinato ocorrido naquela região, seis meses antes do seu nascimento. No dia 19 de Julho de 1951, o jovem filho de Jageshwar Prasad – um barbeiro local – foi assassinado por dois homens, que o decapitaram. Os homens, na verdade parentes da vítima, queriam herdar os bens imóveis do pai do rapaz. Embora os assassinos tenham sido presos, tiveram de ser libertados, devido a um recurso jurídico perpetrado pelo advogado.

Quando Jageshwar Prasad ficou a saber das declarações de Ravi, decidiu visitar a família Shankar para verificar os relatos pessoalmente. O barbeiro conversou com Ravi durante um longo tempo, e o rapaz, gradativamente, reconheceu-o como sendo o seu pai da vida anterior. Ravi chegou até a dar-lhe informações detalhadas sobre o seu assassinato, informações conhecidas apenas por Jageshwar e pela polícia. E, mesmo nos dias de hoje, Ravi ainda exibe aquela estranha marca de nascença sob o seu queixo, um indício do seu assassinato na sua vida anterior na Índia.

Fonte: Livro «O Livro dos Fenómenos Estranhos» de Charles Berlitz

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here