Teletransportado de Manila até à Cidade do México

0
1405
Representação da Cidade do México no Século XVI
Representação da Cidade do México no Século XVI

No dia 25 de Outubro de 1593, a estrutura do espaço e do tempo rompeu-se, ao colocar um soldado espanhol de Manila, capital das Filipinas, na praça principal da Cidade do México, a 14.500 quilómetros de distancia. O soldado, vestido com um uniforme diferente dos daqueles que o cercavam, rapidamente atraiu a atenção da  multidão, sendo forçado a depor as armas.

Quando as autoridades locais exigiram dele uma explicação, o soldado pasmado só conseguiu gaguejar:

“Sei muito bem que este não é o palácio do governador em Manila, porém aqui estou eu e este é um palácio de algum tipo. Portanto, estou a cumprir o meu dever da melhor forma possível”.

Pressionado para dar maiores detalhes, ele disse que o governador das Filipinas fora assassinado na noite anterior e que por isso havia a necessidade de guardas adicionais.

Não é preciso dizer que o confuso sentinela foi logo levado para a cadeia, onde ficou até que um navio espanhol vindo das Filipinas confirmou as suas palavras a respeito do assassinato do governador.

Além disso, o soldado “teletransportado” ainda se saiu melhor do que o homem com uma história similar, preso pelas autoridades portuguesas em 1655. De acordo com o livro «Miscellanies», de John Aubrey, o homem estivera em Goa, antiga colónia portuguesa na Índia, quando, de repente, se viu transportado pelo ar, de volta a Portugal.

Acusado de bruxaria pelos membros da Inquisição portuguesa, o infeliz acabou por ser queimado na praça pública.

Fonte: Livro «O Livro dos Fenómenos Estranhos» de Charles Berlitz

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here