Os Efeitos Indesejáveis da Vacina para a COVID-19

3
1073
Os Efeitos Indesejáveis da Vacina para a COVID-19
Os Efeitos Indesejáveis da Vacina para a COVID-19

Este artigo apresenta uma compilação de efeitos indesejáveis (inclusive mortes) causados ou supostamente causados pela Vacinação para a COVID-19.

Mortes:

  • Um médico, de 58 anos, da Flórida (EUA), faleceu 16 dias após a toma da vacina para a COVID-19. O obstreta Gregory Michael não tinha condições médica prévias, mas desenvolveu subitamente uma rara doença auto-imune, tendo vindo a falecer. [1]
  • Um israelita de 75 anos de idade faleceu de ataque cardíaco, horas após ter sido vacinado para a COVID-19. É preciso notar, no entanto, que o homem já possuía condições médicas anteriores, inclusive um histórico de complicações cardíacas. [2]
  • Seis pessoas morreram ao longo dos ensaios da vacina da Pfizer. Quatro delas tinham recebido o placebo e duas a vacina experimental. [3]
  • Um homem residente num lar de idosos em Lucerne, na Suíça, morreu cinco dias depois da toma da vacina da Pfizer. O idoso tinha demência, mas era saudável, garante residência sénior. [4]
  • Uma assistente operacional do IPO do Porto, que foi vacinada contra a COVID-19 a 30 de Dezembro, morreu a 1 de Janeiro, de forma súbita. [5] Posteriormente, uma autópsia realizada à vítima, concluiu não existir relação com a vacina. No entanto, a causa de morte não foi divulgada, ao abrigo do segredo de justiça. [6] Resta saber, quais os parâmetros utilizados para a declaração.
  • Especialistas do Instituto alemão Paul Ehrlich admitiu estar a investigar 10 mortes que ocorreram logo após a inoculação da vacina para a COVID-19. Os falecidos tinham idades entre 79 e 93 anos e com historial de doenças. [16]

  • Um belga de 82 anos faleceu cinco dias após a inoculação da vacina da Pfizer. [19]

  • Em 31 de Dezembro de 2020, 40 residentes de uma casa de repouso alemã foram vacinados. Em 26 de Janeiro de 2021, 13 deles tinham morrido e outros 14 testaram positivo para a COVID-19. As autoridades negam conexão com a vacina. [20]

  • Na Suécia, foram relatados 292 efeitos colaterais em relação à vacina de mRNA da Pfizer e um total de 14 mortes, duas das quais, “mortes súbitas”. [21]

  • Em Inglaterra, uma idosa de 92 anos, faleceu alegadamente de COVID-19, cinco dias após ter recebido a vacina para a COVID-19. [22]

  • Na Índia, uma técnica de saúde de 56 anos de idade morreu dias após a toma da vacina para a COVID-19. [23]

  • Nos EUA, através do sistema VAERS (Vaccine Adverse Event Reporting System), foram detectados até ao momento, quase 10 mil reacções adversas e quase 200 mortes relacionadas com a vacina para a COVID-19. [24]

  • Dois homens, de 33 e 54 anos, ambos de uma instituição da Guarda, faleceram, após ter sido ministrada a primeira dose da vacina para a COVID-19. Curiosamente, foram declarados como morte por COVID-19 e não por consequência da vacina. Nem sequer se considerou a falta de eficácia da mesma. [25]

  • Na Noruega, está a ser investigada a morte de 23 idosos após a toma da vacina da COVID-19. [27] 13 das mortes já foram atribuídas a efeitos secundários resultantes da vacina. [28] Graças a isto, reconheceu-se formalmente o risco dos potenciais efeitos catastróficos das vacinas para a COVID-19. [29]

Outros efeitos indesejáveis:

  • Uma médica mexicana de 32 anos de idade, foi internada nos Cuidados Intensivos após ter recebido a vacina da PfizerBioNTech contra a COVID-19. A médica foi diagnosticada com encefalomielite. [7]
  • Em Israel, pelo menos 13 pessoas sofreram de paralisia facial, como efeito secundário da vacina para a COVID-19. No entanto, o Ministério da Saúde israelita avança que o verdadeiro número de pessoas a sofrer de efeitos secundários poderá ser maior. Os especialistas confessam-se apreensivos quanto à administração da segnda dose a estas pessoas, apesar de insistência do Ministério da Saúde. [15]

  • Uma técnica de saúde sem historial de alergias, foi admitida nos cuidados intensivos após reacção severa, 10 minutos após receber a vacina da Pfizer para a COVID-19. [18]

  • Tiffany Dover, uma enfermeira de Chattanooga, no Tennessee, desmaiou numa conferência de imprensa após ter recebido a vacina da COVID-19:

Eficácia das Vacinas:

Têm sido várias as fontes a referir que as vacinas nada alteram em termos de “medidas aplicadas”, não terminando a putativa “pandemia”, tendo aqueles que se vacinaram de continuar a usar máscara, pois continuam a ser agentes de propagação. [8][9][10]

A Cochrane Collaboration Portugal emitiu uma Newsletter intitulada “Vacinas preventivas da Covid‐19 (II): ensaios clínicos de fase 3“, referente às vacinas da Pfizer, Moderna, AstraZeneca e Jansenn, onde afirma: [11]

Crianças e adolescentes, indivíduos Imuno‐comprometidos e grávidas ou em amamentação foram excluídos dos ensaios, pelo que também à partida, serão excluídos da vacinação. As populações mais idosas também foram relativamente sub‐representadas, assim como as mais jovens.

A isso precisamos juntar as pessoas com propensões alérgicas.

Além disso, os ensaios focaram-se na prevenção da doença sintomática, mas não na redução dos casos graves (internamento hospitalar ou morte) e na quebra da transmissão (pessoa a pessoa).

Peter Doshi, que publicou o artigo onde a Cochrane Collaboration se baseou, refere que os ensaios não nos fornecem respostas para se a vacina irá salvar vidas. [12]

A cientista-chefe da Organização Mundial de Saúde (OMS), Dra. Soumya Swaminathan, afirmou: “Não acredito que tenhamos evidências sobre qualquer uma das vacinas para ter certeza de que irão impedir as pessoas de realmente contraírem a infecção e portanto, podendo repassá-la”. [13][14]

Vacinados infectados:

Cerca de 240 israelitas obtiveram resultado positivo, mesmo depois de terem sido vacinados. [17]

Reporte Efeitos Adversos:

Um estudo referiu que menos de 1% de todos os efeitos adversos ligados às vacinas são reportados. [30]

Em relação à vacina para a COVID-19, esta parece estar a ser desconsiderada de forma demasiado leviana, como possível causa de vários efeitos adversos reportados, partindo-se do princípio, não fundamentado, de que não poderia ser a sua causa.

É importante, por isso, que os efeitos adversos ligados à vacina da COVID-19 sejam reportados. Assim, apelamos a que seja utilizado o site da INFARMED criado para o efeito, em: [31]

Conclusão:

São muitos os especialistas, como a professora universitária de Biologia Molecular, Dolores Cahill, a considerar que os efeitos secundários mais graves e prevalentes da vacinação para a COVID-19 só ocorrerão a médio prazo. [26]

Tendo em conta o exposto neste artigo, o verdadeiro grau de perigosidade que constitui a COVID-19, e a incapacidade de se provar que a vacina terá qualquer eficácia, cabe a cada um decidir se valerá o risco de ser inoculado com a vacina para a COVID-19.

Fontes:

[1] «EXCLUSIVE: Wife of ‘perfectly healthy’ Miami doctor, 56, who died of a blood disorder 16 days after getting Pfizer Covid-19 vaccine is certain it was triggered by the jab, as drug giant investigates first death with a suspected link to shot.» Daily Mail. 7 de Janeiro de 2021.

[2] «Israeli man reportedly dies of heart attack hours after getting COVID vaccine.» New York Post. 29 de Dezembro de 2020.

[3] «Coronavirus: US FDA backs BioNTech-Pfizer COVID vaccine data.» DW. 8 de Dezembro de 2020.

[4] «Idoso morre cinco dias depois de receber a vacina da Pfizer.» Correio da Manhã. 30 de Dezembro de 2020.

[5] «Auxiliar do IPO morre após ser vacinada contra a covid-19.» Diário de Notícias. 3 de Janeiro de 2021.

[6] «COVID-19: Autópsia a funcionária do IPO do Porto conclui que morte não se deveu a vacina.» TVI24. 6 de Janeiro de 2021.

[7] «Mexican doctor hospitalized after receiving COVID-19 vaccine.» Reuters. 2 de Janeiro de 2021.

[8] «Why a Covid vaccine doesn’t mean the end of face masks yet.» The Guardian. 12 de Novembro de 2020.

[9] «Fauci: Wear a Mask Even When COVID Vaccine Comes.» Infection Control Today. 26 de Outubro de 2020.

[10] «Vaccinated people will still need to wear a mask. Here’s why.» The Irish Times. 11 de Dezembro de 2020.

[11] Newsletter. 10 Dezembro de 2020 ‐ nº 70. Instituto de Saúde Baseada na Evidência. Cochrane Portugal.

[12] Peter Doshi (2020). Will covid-19 vaccines save lives? Current trials aren’t designed to tell us. British Medical Journal, 371. doi: https://doi.org/10.1136/bmj.m4037

[13] «Top WHO scientist says vaccinated travelers should still quarantine, citing lack of evidence that COVID-19 vaccines prevent transmission.» Business Insider. 29 de Dezembro de 2020.

[14] «WHO doesn’t have evidence vaccines prevent people transmitting virus to others.» Youtube. 29 de Dezembro de 2020.

[15] «13 People in Israel Suffer From Facial Paralysis After Taking Coronavirus Vaccine Shots.» India.com. 17 de Janeiro de 2021.

[16] «German specialists probing 10 deaths of people vaccinated against Covid-19.» ANI. 15 de Janeiro de 2021.

[17] «Hundreds of Israelis get infected with Covid-19 after receiving Pfizer/BioNTech vaccine.» RT. 1 de Janeiro de 2021.

[18] Hospital worker with no prior allergies in intensive care with severe reaction after Pfizer Covid vaccine. Metro. 16 de Dezembro de 2020.

[19] «Weiteres Impfopfer? Belgier stirbt fünf Tage nach Verabreichung von BioNTech/Pfizer-Vakzin.» RT DE. 13 de Janeiro de 2021.

[20] «Bodensee: Dreizehn Pflegeheimbewohner sterben nach Corona-Impfung.» RT DE. 26 de Janeiro de 2021.

[21] «14 dödsfall av Pfizer-vaccin inrapporterade i Sverige.» Vaken. 27 de Janeiro de 2021.

[22] «Grandmother, 92, dies with Covid-19 five days after her first vaccine before it had time to take effect as scientist says spacing doses by 12 weeks will make them BETTER in the long run.» Daily Mail. 25 de Janeiro de 2021.

[23] «Gurgaon: Woman dies days after Covid shot, officials say no link established so far.» The Indian Express. 23 de Janeiro de 2021.

[24] National Vaccine Information Center. Vaccine Targets COVID-19.

[25] «Guarda. Duas mortes por Covid em instituição para pessoas com deficiência.» Notícias ao Minuto. 29 de Janeiro de 2021.

[26] «Prof. Dolores Cahill; Why People Will Start Dying a Few Months After the First mRNA Vaccination.» BitChute. 26 de Janeiro de 2021.

[27] Covid-19: Norway investigates 23 deaths in frail elderly patients after vaccination. British Medical Journal, 372, 2021. doi: https://doi.org/10.1136/bmj.n149

[28] Meldte mistenkte bivirkninger av koronavaksiner. Statens legemiddelverk.

[29] Bruk av mRNA-vaksiner hos eldre. Statens legemiddelverk. 14 de Janeiro de 2021.

[30] Electronic Support for Public Health–Vaccine Adverse Event Reporting System (ESP:VAERS)

[31] Notificação de reações adversas/efeitos indesejáveis de medicamentos. INFARMED.

3 COMENTÁRIOS

  1. Sugiro a atualização periódica (quinzenal ou mensal) deste artigo, assim como o seu destaque no site, dada a sua importância como alerta para a eventual decisão de tomar uma determinada vacina. As ocorrências deveriam por isso estar ordenadas em função da vacina em causa.
    Os meus sinceros e sentidos agradecimentos pelo excelente trabalho realizado em prol da verdade e libertação das consciências.

  2. Estou inteiramente de acordo com o comentário anterior. Este tema é da maxima importância, em virtude do elevado risco em causa por todos aqueles que por medo e “precaução” sentem apelo por tomar a vacina.
    Sempre que possível, seria de todo desejável ir mantendo-o actualizado.

    Em virtude da propaganda mediática em curso manipulando a informação e consequentemente a mente das pessoas, neste “Novo Normal” é da maior Relevância este tipo de suporte informativo.
    Muitos Parabéns pela iniciativa e precioso trabalho realizado e em curso!

  3. Boa noite caros companheiros,

    É precisamente essa a nossa ideia.

    E já temos muito mais informação para adicionar a este Artigo. Provavelmente já amanhã, pois têm se acumulado os casos de “Efeitos Indesejáveis”, inclusive muita mortalidade, à medida que o tempo tem passado.

    Cumprimentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here