Segundo Chris Whitty o Reino Unido vai tratar a Covid-19 como a gripe sazonal

0
109
Chris Whitty
Chris Whitty

O director médico da Inglaterra afirmou que o Reino Unido terá que aprender a viver com o vírus, observando que até 25 mil pessoas podem morrer num ano de gripe forte sem que o número chegue às manchetes de jornais.

“É claro que vamos ter que administrar a Covid-19, em algum momento, assim como administramos a gripe. Esta é uma doença sazonal muito perigosa que mata milhares de pessoas e a sociedade escolheu uma forma particular de contornar isso”, afirmou Whitty.

Royal Society of Medicine
Royal Society of Medicine

Ao falar num webinar da Royal Society of Medicine, afirmou que o governo só seria forçado a “puxar o cabo do alarme” se uma nova estripe perigosa de repente começasse a espalhar-se, mas que “não era realista” pensar que variantes de Covid pudessem ser mantidas de fora do país.

Whitty afirmou que a ambição do governo é reduzir as mortes de Covid ao nível mais baixo possível, mas alertou que a sociedade não tolerará restrições abrangentes para evitar um número de mortes semelhante ao da gripe sazonal.

“Precisamos encontrar um equilíbrio que realmente o mantenha num nível baixo, que minimize as mortes da melhor maneira possível, mas de uma forma que a população tolere, através de contramedidas médicas como vacinas e no devido tempo, medicamentos, o que significa que pode minimizar a mortalidade sem maximizar os impactos económicos e sociais sobre os nossos concidadãos”.

Boris Johnson
Boris Johnson

Boris Johnson afirmou repetidamente que o seu roteiro para deixar o bloqueio proporcionará um caminho cauteloso, mas irreversível para reivindicar as nossas liberdades.

A rápida implantação do maior programa de vacinação do Reino Unido começou a dar frutos na redução de infecções, hospitalizações e mortes por coronavírus.

Os casos diários da Covid no Reino Unido caíram nos últimos meses de um recorde de 81570 a 29 de Dezembro para 4479 nas últimas 24 horas.

Mortes e hospitalizações também caíram dramaticamente, com o número de pacientes atualmente nos hospitais com Covid em apenas 10 por cento do nível do pico da segunda vaga.

Hoje foi o 18º dia consecutivo em que o Reino Unido registrou mortes relacionadas ao coronavírus na casa dos dois dígitos, marcando uma queda dramática em relação a 19 de Janeiro, quando 1362 mortes por Covid foram relatadas num único dia.

No entanto não se deve comparar os meses Dezembro/Janeiro altura normal do pico de doenças infecto-respiratórias com o mês de Abril, em que os números de doentes dessas patologias é inferior, tal como nos anos anteriores também havia acontecido.

Fonte: cityam.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here