Anonymous também atacaram na Grécia

1
631
Anonymous na Grécia
Anonymous na Grécia

Enquanto a violência alastrava nas ruas de Atenas e a destruição atingia proporções inéditas às mãos de pequenos grupos extremistas, “hackers” vandalizavam vários sites governamentais e da polícia.

A polícia grega confirmou hoje que vários sites, entre os quais o do gabinete do primeiro-ministro, Ministério das Finanças, do Interior e da própria polícia foram ontem atacados por “hackers” que se identificaram como membros do grupo Anonymous.

“Bombardearam-nos com acessos, o que afectou dramaticamente a velocidade de funcionamento dos nossos sites”, afirmou o porta-voz da polícia grega, Thanassis Kokkaladis, citado pelo “The Guardian”.

A revelação foi feita no contexto do balanço da destruição em Atenas, onde o processo de votação no Parlamento das medidas de austeridade exigidas pelo segundo empréstimo internacional de 130 mil milhões de euros, que pressupõe o perdão de 100 mil milhões de euros de dívida grega detida pelos bancos, foi acompanhado de protestos e manifestações, mas também de actos de violência e destruição perpetrados por grupos de jovens encapuzados.

Ainda segundo a mesma fonte, 48 edifícios foram incendiados, entre os quais o que alojava o belo cinema Attikon, 150 lojas foram saqueadas, tendo os protestos resultado em mais de 100 feridos, 68 deles polícias, e 130 detenções.

A polícia, que prendeu 67 manifestantes durante os protestos que chegaram a juntar cerca de 100.000 pessoas na Praça Syntagma, frente ao edifício do Parlamento, foi obrigada a escoltar as equipas de bombeiros que tentavam apagar os incêndios no centro da cidade.

13 de Fevereiro de 2012

Fonte: Jornal de Negócios

Artigo Original: http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=537955

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here