O golpe dos Rothschild na Batalha de Waterloo

0
3899
A
A "operação" permitiu que a familia Rothschild apoderar-se do mercado de capitais e mesmo do Bank of England

Esse foi o melhor golpe aplicado pela família Rothschild, que já havia elaborado nessa época um perfeito sistema de espionagem e de correio em toda a Europa.

Em 20 de Junho de 1815, um dos seus agentes recém-chegado directamente do campo de batalha, informou Nathan Rothschild da derrota dos franceses. Nathan correu às pressas para a Bolsa de Londres e fez crer, vendendo todas as suas acções English Consul, que a Inglaterra teria perdido a guerra.

O rumor espalhou-se tão depressa que a maioria dos accionistas, tomados de pânico, pensando ter perdido tudo, venderam por sua vez todas as suas acções English Consul.

Em algumas horas, o valor das acções tinha caído a 5 cêntimos, e foi então que Nathan as resgatou por um punhado de pão. Pouco tempo depois, a notícia oficial sobre o êxito da guerra espalhou-se em Londres. E no espaço de alguns segundos as acções English Consul ultrapassavam seu valor anterior e não cessaram de aumentar.

Napoleão teve o seu Waterloo, e Nathan obteve o controlo da economia inglesa. Numa noite, a fortuna já gigantesca dos Rothschild multiplicou-se por vinte. Os franceses tinham dificuldades visíveis para refazer-se da sua derrota. Em 1817 concluíram um acordo para obter um crédito de uma soma considerável do banco francês Ouvrard e do Baring Brothers de Londres, mas não recorreram aos Rothschild. No ano seguinte, a França teve de novo necessidade de um crédito, porém descartaram mais uma vez os Rothschild. Tal não agradou em nada aos Rothschild, que procuraram por todos os meios possíveis convencer o governo a deixar os negócios, mas foi em vão.

Waterloo
Waterloo

Em 5 de Novembro de 1818 aconteceu um imprevisto. O valor das obrigações do governo francês, que havia cessado de aumentar durante um ano, começou de repente a cair sem parar. A atmosfera estava tensa na corte do rei Luís XVIII. Os únicos a não estarem aflitos, e até mesmo rindo-se, foram os irmãos Rothschild, Kalmann e Jacob. Estes haviam comprado, em Outubro de 1818, uma enorme quantidade de obrigações do governo francês, graças ao auxílio dos seus agentes e das suas reservas ilimitadas, obrigações estas emitidas pelos seus rivais Ouvrard e Baring Brothers. O valor das obrigações tinha, portanto, aumentado. Mas em 5 de Novembro de 1818, passaram a inundar com inúmeras obrigações o mercado livre das principais praças comerciais da Europa, o que provocou “pânico” no mercado. A situação mudou de um só golpe e os Rothschild tornaram-se o “número um” na França.

Beneficiaram-se com toda a atenção da corte francesa, até além do domínio das Finanças. Em Paris, a casa Rothschild apossou-se do controlo da França após a derrota dos franceses e, em Londres, Nathan Rothschild, controlando o “Banco da Inglaterra”, exercia uma influência directa sobre o parlamento britânico.

Fonte: Livro «As Sociedades Secretas e o seu Poder no Século XX» de Jan Van Helsig

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here