Os atentados de 11 de Setembro de 2001 segundo a versão oficial

0
659
Versão Oficial dos atentados de 11 de Setembro de 2001
Versão Oficial dos atentados de 11 de Setembro de 2001

Os ataques terroristas de 11 de Setembro de 2001, apelidados também de atentados do 11 de Setembro, foram uma série de ataques suicidas coordenados pela Al-Qaeda aos Estados Unidos na data de 11 de Setembro de 2001. Na manhã daquele dia, 19 terroristas da Al-Qaeda sequestraram quatro aviões comerciais a jacto de passageiros. Os sequestradores fizeram intencionalmente colidir dois dos aviões contra as Torres Gémeas do World Trade Center em Nova Iorque, terminando com a vida de todos os que iam a bordo e fazendo muitas outras vítimas entre os que trabalhavam e visitavam os edifícios. Ambos os prédios desmoronaram-se no espaço de cerca de duas horas, destruindo construções vizinhas e causando outros danos. O terceiro avião de passageiros colidiu contra o Pentágono, em Arlington, Virgínia, nos arredores de Washington D.C. O quarto avião caiu num campo próximo de Shanksville, na Pensilvânia, depois de alguns dos seus passageiros e tripulantes tentarem retomar o controlo do avião, que os sequestradores tinham reencaminhado para Washington D.C. Não houve sobreviventes em qualquer um dos voos.

Segundo a versão oficial, os edifícios entraram ao colapso devido às temperaturas que foram atingidas através do fogo causado pelo impacto dos aviões, o que fez com que a estrutura das torres se deteriorasse irremediavelmente.

Avião a embater numa das torres do World Trade Center em 11 de Setembro de 2001
Avião a embater numa das torres do World Trade Center em 11 de Setembro de 2001

O total de mortos nos ataques foi de 2.996 pessoas, incluindo os 19 sequestradores. A esmagadora maioria das vítimas era civil, incluindo cidadãos de mais de 70 países. Além disso, há pelo menos um óbito secundário – uma pessoa foi descartada da contagem por um médico legista, pois teria morrido por doença pulmonar devido à exposição à poeira do colapso do World Trade Center.

Os Estados Unidos responderam aos ataques com o lançamento da chamada Guerra ao Terror: o país invadiu o Afeganistão para derrubar o regime dos Taliban, que alegadamente abrigavam os terroristas da Al-Qaeda. Os Estados Unidos também aprovaram o USA Patriot Act. Muitos outros países também reforçaram a sua legislação anti-terrorismo e ampliaram os poderes da aplicação da lei. Algumas bolsas de valores norte-americanas encerraram no resto da semana seguinte ao ataque e registaram enormes prejuízos ao reabrir, especialmente nas indústrias aérea e de seguradoras. O desaparecimento de biliões de dólares em escritórios destruídos causaram sérios danos à economia de Lower Manhattan, Nova Iorque.

Índice do  11 de Setembro: https://paradigmas.online/?p=226

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here