Leo Perras, uma cura milagrosa de DiOrio

0
1803
Milagre do Padre DiOrio
Milagre do Padre DiOrio

Leo Perras pode andar hoje em dia, muito embora tenha sido aleijado, sem esperanças de cura, durante anos. A história desse verdadeiro milagre começa com um moderno milagreiro chamado padre Ralph DiOrio, que ainda continua em plena actividade.

O padre DiOrio nasceu em Providence, Rhode Island, em 1930, e foi ordenado pela Igreja Católica Apostólica Romana em 1957. Estudioso de idiomas e educador, DiOrio mostrava-se bastante convencional na prática dos seus pontos de vista teológicos, até 1972. Foi neste ano que a sua congregação, de língua predominantemente espanhola, decidiu tornar-se carismática, forma de adoração que enfatiza expressões religiosas pessoais e experiências espontâneas. O padre DiOrio resistiu às mudanças e somente com a aprovação do bispo da sua diocese é que pôde modificar os serviços. Finalmente, envolvendo-se com a nova ordem de coisas, o padre de meia-idade começou a prática da imposição das mãos durante os serviços sacerdotais, e, em breve, descobriu que possuía o poder de curar.

Realizava trabalhos de cura na Igreja de St. John em Worcester, Massachusetts, quando conheceu Leo Perras. O aleijado, originário da comunidade de Easthampton, sofrera acidente de trabalho algum tempo antes, quando contava apenas 18 anos, que o deixara paraplégico.

As cirurgias não deram certo, e ele ficou paralisado da cintura para baixo, precisando deslocar-se numa cadeira de rodas. Naturalmente, houve o definhamento das pernas, causando-lhe fortes dores. Já estava a tomar diariamente medicamentos contra essas dores insuportáveis, quando foi procurar o padre da Nova Inglaterra.

Quando conheceu o padre DiOrio, Perras já estava confinado na cadeira de rodas há mais de vinte anos. O padre fez orações para o visitante durante os serviços religiosos, e os resultados foram praticamente imediatos. O paralítico levantou-se e caminhou para fora da igreja. Os músculos das pernas aparentemente ficaram fortes, e as dores que ele há muito sentia desapareceram.

A história parece boa demais para ser verdadeira, porém está particularmente bem documentada. O próprio médico de Perras, Mitchell Tenerowicz, director do Cooley Dickinson Hospital, em Northampton, examinou o paciente logo após a cura milagrosa e notou que as suas pernas ainda estavam atrofiadas, o que significava ser fisicamente impossível àquele homem andar. Mas ele andou. As pernas de Perras foram ficando mais fortes durante as semanas que se seguiram e, no dia 29 de Setembro de 1980, o programa «Isso É Incrível», da rede NBC de televisão, entrevistou-o e transmitiu sua história de norte a sul dos Estados Unidos.

Fonte: Livro «O Livro dos Fenómenos Estranhos» de Charles Berlitz

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here